domingo, outubro 19, 2014

o fim da tolerância (e da equipa?)


é, de facto, enorme a qualidade do plantel mas eu ainda sou do tempo em que os melhores é que devem jogar sempre. essa necessidade quase obsessiva de rotação, em que se chega a colocar jogadores fora das suas melhores posições e outros em campo a titulares depois de enormes períodos de inactividade, compreendo mal, compreendo muito mal.

também sou do tempo em que a defesa servia para defender e o meio-campo para construir. os nossos adversários já perceberam que este frágil carrocel de Lopetegui é facilmente anulado com pressão - "nas calmas"-  de 4, 5 homens logo no nosso meio-campo. é só esperar pelo erro. e o nosso erro acontece sempre porque quem sai a jogar não sabe e quem devia (Casemiro - um enorme erro de casting juntamente com Maicon -, Herrera, Olivier) está lá longe...

Lopetegui não percebe isto. pior: não parece querer perceber tudo isto. e eu não sei se só lhe acabou a tolerância dos adeptos, se a equipa.

há muitos, muitos anos que eu não era tão humilhado "em casa". era o nosso orgulho que estavam em causa depois de uma semana de provocações. saímos da Taça a levar "olés" e, no fim, no rosto dos nossos adversários, apenas o contentamento...

nada disto está a dar resultado. nunca poderíamos ter perdido este jogo - "uma final", como disse o nosso "treinador".

3 comentários:

  1. Jogamos mal e porcamente, demos 2 prendas de natal antecipadas, falhamos (mais) um penalty e perdemos o jogo...

    Mesmo jogando mal e porcamente, mesmo oferecendo 2 gols e falhando um penalty, tivemos chances mais que suficientes para empatar e até virar o resultado...

    E tivemos no 1º tempo um penalty não assinalado sobre Herrera aos 24', um fora-de-jogo mal tirado ao Adrian aos 27', quando ficou isolado na cara do franguicio... e uma mão de maurício dentro da pequena área no 2º tempo após cobrança de livre de Quintero...

    Se estes 3 lances tivessem sido em prejuizo do visitante, e estes tivessem perdido o jogo, acham que hoje nas 1ªs páginas da pasquinada lisboense estava escrito gigantes ou super dragão???

    Claro que não, pelo menos um dos 3 lances citados acima estaria estampado nas capas colocando culpas na arbitragem, que devia ter marcado penalty e não marcou...ou a foto do bandeirinha que assinalou mal o offside...ou do outro bandeirinha que devia ter visto a mão dentro da pequena área!!!

    E a esta hora, já haveriam mais de 200 comunicados condenando a arbitragem, a dizer que foram super mal recebidos, que foram agredidos, insultados, enfim...

    Mas como o visitante venceu, não se passa nada, ninguém dá destaque a lances polemicos...

    Bem bom que na bluegosfera não me lembro de ninguém a deitar culpas na arbitragem, mas sim a reconhecer culpas próprias...

    Para memória futura, quando o FCP vencer um jogo grande onde aconteçam lances parecidos com estes 3 lances citados acima, quero ver se vão escrever gigantes, ou super...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. percebo bem o que diz, mas neste momento a situação não é de desculpas mas de falência de um projecto. não dando para andar para trás penso que esgotamos o poder andar para a frente. acabou tudo porque os nossos adversários já sabem como jogar centra nós e este "treinador" não dá mostras de se saber reinventar. DESMONTEM A TORRE!

      Eliminar
  2. Chega de desculpas!! Não jogamos um caralho!!!! Agora é só pensar qual o melhor caminho. Mas parece-me que foi a exigência que fez o Porto chegar ao topo do futebol mundial. RUA COM O ESPANHOL !!!!

    ResponderEliminar