quinta-feira, agosto 25, 2016

O mistério da valor do empréstimo do Óliver (e outras preocupações)


Apesar do excesso de médios do nosso plantel, um criativo como Óliver e que, ainda para mais, joga bem à esquerda é sempre uma excelente notícia. Mas, como é habitual, sabemos muito pouco sobre o negócio. O Jogo fala numa cláusula "obrigatória" de compra por 20 milhões, mas se consultarmos diretamente a fonte, o comunicado do FCPorto à CMVM, esta é omissa quanto a valores apenas informando que existe uma opção de compra e que o Porto "garantiu os direitos de inscrição desportiva do jogador Óliver Torres ao Club Atlético de Madrid até 31 de dezembro de 2017".

A não ser que Varela assegure os serviços mínimos como defesa direita, a lesão de Maxi (para dois meses) pode constituir um novo problema de "mercado", sendo que um central experiente é preciso (especialmente em caso de lesão ou impedimento de algum dos actuais titulares) e um extremo de raiz, para oferecer alguma versatilidade táctica, era muito bem-vindo (Hernâni não pegou apesar dos 2,9M que demos por ele e regressa ao Vitória).

A boa surpresa André Silva alivia-nos a preocupação com o ataque, mas convinha perceber se Bueno é ou não opção e qual o valor e interesse de Depoitre antes que o mercado feche... (presumo que ninguém tenha já dúvidas que Adrian é uma carta completamente fora do baralho).

1 comentário:

  1. Sobre o Maxi Pereira e porque o presidente da Roma diz que o árbitro foi nojento, não seria uma boa ideia mandar-lhe uma imagem da perna de Maxi e a conta da cirurgia? Que FDP!

    ResponderEliminar